Bora Baêaa, o ano de 2016 promete!

19/04/2016 - 21:48

O ano de 2015 não foi na sua totalidade como todos os torcedores do Bahia esperavam, o time não conseguiu seu principal objetivo, que foi o acesso à elite do futebol brasileiro. Apesar do primeiro semestre ter sido muito bom (Campeão Baiano, finalista da copa do Nordeste e melhor ataque do ano em números de gol’s nos primeiros meses), não foi suficiente para que o time mantivesse o bom desempenho na série B e ficasse entre os quatro primeiros colocados até o final do campeonato.

Muitas notícias circularam a respeito do fracasso, acredita-se que Sérgio Soares, que começou como treinador, tenha perdido a equipe ao longo da série B. Há também quem diga que houve um grupo de jogadores que fizeram “corpo mole” depois que Sérgio Soares foi demitido e efetivaram o técnico interino Charles Fabian, que teria alguns desentendimentos antigos com alguns desses jogadores.

Em relação ao avanço, na parte administrativa o Bahia é um dos melhores, se não o melhor, dentre os clubes das séries A e B. Alavancou a divisão de cotas mais justas no futebol, sendo um dos pioneiros a assinar um contrato de direito de transmissão com o Esporte Iterativo. Sua diretoria tem conseguido alguns bons patrocínios, junto com as boas campanhas no início das temporadas, o que já vem rendendo bons frutos ao clube, como os pagamentos em dia, que é o maior exemplo. Caso tenha aprendido com os erros de 2015, o Tricolor de Aço da boa terra tem tudo para fazer com que o ano de 2016 seja ainda melhor, vindo a conseguir o acesso e brigar entre os melhores na elite em 2017. 

CHEGADAS E SAÍDAS

O Bahia não renovou com a maioria do elenco de 2015, dos jogadores que atuaram ano passado e continuam neste ano, listamos: Jean, Gustavo Blanco, Jacó, Rômulo e Zé Roberto, que são da base. Gustavo (Zagueiro), João Paulo, Cicinho, Robson, Yuri e Hayner, contratados de outros clubes.

Os reforços ficaram por conta de Danilo Pires, Hernane, Juninho, Lucas Fonseca, Edgar Junio, Tinga, João Paulo Gomes, Moisés, Paulo Roberto, Thiago Ribeiro, Luisinho e o retorno de Marcelo Lomba.

 O DESTAQUE DA EQUIPE

O plantel do Bahia hoje conta com bons jogadores, que são mesclados entre experientes e jovens promessas. Do elenco podemos destacar Marcelo Lomba, que foi um dos destaques do campeonato Brasileiro da série A de 2015, atuando pela Ponte Preta, sendo votado por muitos do meio futebolístico como o melhor goleiro do campeonato.

Thiago Ribeiro, que foi disputado entre Bahia e São Paulo, mas preferiu apostar no atual projeto da diretoria Baiana, sem contar que o São Paulo passa por um momento de grande crise.

E o principal destaque, Henane (Brocador), desejado pelo Corinthians mesmo depois de contratado pelo Bahia, já é o artilheiro da equipe em 2016 e vem marcando gol’s na maioria dos jogos disputados até aqui.

A SURPRESA

A grande surpresa do Bahia na temporada tem sido Juninho, contratado depois de uma boa série B pelo Macaé, com chutes certeiros, próximo a meta e de longa distância, tem sido muito eficaz, encaixou perfeitamente no sistema tático do técnico Doriva.

Já declarou que rende e prefere jogar como segundo homem no meio campo, vem sendo utilizado como meia de armação e vem agradando tanto o técnico, como a torcida.

TORCIDA

A torcida do Bahia é a maior do Nordeste e a 11ª maior torcida do país, precisa ainda aprender a fazer com que isso seja um ponto ao seu favor, o famoso 13º jogador do time. As cobranças são muitas, o que é normal de um time grande e de massa, porém, precisa ser aplicada com mais inteligência. A impressão passada é a de que ainda falta um pouco de maturidade por parte dessa grande massa, as cobranças ao elenco e, principalmente, à divisão de base do time, não são feitas de forma a elevar a sua moral, muito pelo contrário. A torcida do Bahia precisa entender que em um jogo de futebol são 11 contra 11 e acontecerão erros em grande parte dos momentos da partida.

Deixar de citar a festa que essa torcida proporciona e a paixão que envolve esta relação é o mesmo que contrariar os princípios do futebol. A partir do momento que o Bahia entra em campo, parar por alguns minutos para apreciar a festa nas arquibancadas é quase que impossível, mas também é inesquecível. 

O ESQUEMA TÁTICO

Hoje o Bahia joga no esquema tático, 4-1-4-1, são 4 homens na linha de zaga, um jogador na contenção, quatro homens no meio campo, sendo dois pelas pontas, um de mais “pegada” e outro disponível para pensar as jogadas.

Não é novidade para ninguém que o técnico Doriva (treinador do Bahia) tem preferência pelo esquema tático 4-2-3-1 e, provavelmente, faça uma adaptação e jogue nesse esquema até o início da série B.

ELENCO

O elenco do Bahia hoje, apesar de ser um dos mais caros da série B, inclusive mais caros até que alguns elencos da série A, é bastante enxuto.

O time já demonstrou alguns pontos fracos, que precisam e devem ser reforçados para o início da série B. Nei Pandolfo (Diretor de Futebol) já tentou contratações como Kieza, Gabriel Xavier, Diego Souza e Dátolo, as duas últimas, grande parte da torcida não ficou nem sabendo. Setoristas do clube já deixaram escapar que existem negociações fechadas para o início da série B.

PREVISÃO

O Bahia começou o ano disputando o Campeonato Baiano e a Copa do Nordeste, chegou até as semifinais da copa do nordeste e final do campeonato Baiano. Ainda joga Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro que é seu maior objetivo. A pressão vai ser grande por títulos em todos os campeonatos que ainda disputa, tem estrutura e potencial financeiro para chegar bem em todas as competições restantes e fazer do ano de 2016 o melhor ano das últimas décadas. 

CCFnas redes sociais